Cuidado com a sua retaguarda e mantenha os olhos no mapa

Backdoor e Base Rush são duas das estratégias mais divertidas e emocionantes de League of Legends

Todo jogo tem um objetivo principal, seja ele derrotar o chefão, salvar a princesa, dominar reinos, vencer lutas e muitos outros. No League of Legends para alcançar a vitória é necessário destruir o Nexus adversário.

Nexus
Desenho por Fausto Monpean

O Lol nem sempre é um jogo imprevisível, em diversas partidas a soberania de composição dos times, do ouro acumulado ou até mesmo do psicológico dos jogadores é o que define o resultado desde o começo, quando essa discrepância é muito grande acontece o famigerado “stomp”. Entretanto, assim como em outros jogos, o League of Legends também é passível de viradas milagrosas ou situações em que o time vencedor nem sempre é o que dominou a partida desde o começo.

Proteja a sua retaguarda – O backdoor

Imagine que seu time acabou de derrotar o segundo Barão do jogo, ambas as bases estão com os respectivos Nexus expostos (sem proteção das torres e inibidores), a equipe adversária conta apenas com dois invocadores vivos e você está com todos os seus colegas correndo em direção ao meio para terminar logo a partida. Ninguém estava vigiando o mapa e não havia sentinelas o suficiente, segundos depois alguém “pinga” um alerta no seu Nexus e lá está uma Fiora raivosa desprovida de minions teleportando e acabando com suas esperanças de conseguir subir de elo.

Essa história não acontece frequentemente, porém quando um jogo é vencido dessa forma acaba se tornando bastante memorável.

O backdoor ou BD é uma estratégia que consiste em um ou mais campeões atacando as estruturas da base adversária sem ondas de minions para auxiliá-los e sem pressão das rotas. Geralmente acontece com a ajuda de Teleportes, Ultimates de alguns campeões (Tahm Kench, Twisted Fate, Ryze, Pantheon e outros), habilidades de camuflagem/invisibilidade (Teemo, Twitch, Evelynn, Kha’Zix, Pyke, Rengar entre outros).

Percebe-se que, quando os jogadores estão dispostos a fazer o backdoor, é necessário entender também que os riscos são altos: ser encontrado e morto pelos adversários antes de atingir o objetivo, iniciar uma teamfight e perder mais de um companheiro.

Vamos dar aqui exemplos que mostram o backdoor quando funciona e quando falha:

Falha – Ao tentar a estratégia de BD é crucial ter atenção às ondas de minions adversárias, são elas que auxiliam na visão das rotas. No link vemos que nem todas as sentinelas do mundo te ajudarão se os minions te denunciarem. Tão importante quanto isso foi o time inimigo estar prontamente atento ao mini-mapa, também é essencial que sua equipe tenha te auxiliado com visão e que esteja sempre atento a movimentação dos jogadores do outro time para não ser pego sozinho enquanto checa uma moita (facecheck). 

GG “easy” – Enquanto um backdoor mal executado pode causar muitas reclamações no chat e talvez até a derrota, quando feito de forma correta proporciona grande emoção (e desespero por parte dos adversários). Vemos aqui exemplos de sucesso e que renderam a vitória para os times que se arriscaram na utilização da tática.

Acredite no potencial da sua equipe – Base Rush 

Em algumas situações na vida e no League of Legends você deve estar disposto a arriscar e confiar na força daqueles que estão ao seu lado. Isso também é o que acontece numa das estratégias mais emocionantes do Lol: o Base Rush.

O Base Rush não deve ser confundido com o Split Push: que é quando um jogador solo vai tentar destruir as estruturas adversárias em uma das lanes. O Base Rush consiste na equipe toda (ou nos que estiverem vivos) tentando destruir torres, inibidores e o Nexus adversário.

Todavia seria muito simples apenas começar a partida e marchar todos os cinco champions pelo meio em direção ao Nexus inimigo. Qual diversão teria? Nenhuma.

O Base Rush é uma estratégia que exige muito mais do que força, ela exige conhecer o potencial de cada campeão, a movimentação de mapa da equipe adversária e o tempo de recarga dos feitiços. Um teleporte disponível pode acabar com sua partida.

No Worlds de 2018 testemunhamos o mais emocionante Base Rush da história do League of Legends, na partida entre a coreana KT Rolster e a chinesa Invictus Gaming presenciamos um Base Rush duplo (as duas equipes tentando derrubar o Nexus adversário) e que resultou numa confusão de resultados para os narradores e os próprios jogadores.

Os times brasileiros também não estão a salvo de sofrerem com a estratégia discutida. Na primeira partida da INTZ contra Hard Random nas semifinais do extinto International Wildcard Invitational (IWCI) a equipe brasileira sofreu um desastroso Base Rush que abalou o aspecto psicológico dos jogadores.

Vimos que Backdoor e Base Rush são duas grandes táticas para ganhar as partidas em League of Legends, porém cada uma delas oferece riscos enormes e que apenas os mais corajosos (ou insensatos) estão dispostos a correr. Então se você é corajoso ou insensato o Lol está aí para te dar os louros da vitória ou o amargor da derrota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.