As faces dos dados

Formas tridimensionais feitas de plástico vermelho, pequenos pontos brancos pontilhando em suas faces, perpétuas vítimas da gravidade, caem sobre a mesa produzindo o quicante som característico.

Rodam e giram de forma desajeitada, rotacionam e quicam numa causa e efeito, desprovidos de rota ou azimute, vão para onde a energia do impacto os lance. É a ação pela ação, sem a necessidade de contexto para agir.

Dados vermelhos, como pontos brancos nas faces, dispostos entre outros objetos sobre uma mesa.
Dados sobre mesa.
Ilustração por Artemísia Porto

Evidenciam-se as combinações, surgem números, frutos da contagem dos pequenos pontos facetados. Contempla o jogador, somam-se os resultados, apanham-se os dados e mais uma vez voltam a girar ao ar.

O que significam os números? Não importa, é hora de outro lançamento. O sentido de sua sonora acrobacia está em servir ao jogador, fazem-se combinações aleatórias de pontos, números, sentidos que não pertencem aos dados, mas sim ao jogador. As mãos não explicam, não dão a tudo um sentido transcendente, apenas apanham mais uma vez os dados e os lançam, é hora de mais uma vez voltar a quicar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.