Pedir um tempo

O tempo se tornou um valor

Desejamos que o dia tivesse 25 horas para  que possamos ser mais produtivos; ter mais tempo com os amigos; com a família; para o lazer; ou simplesmente terminar o TCC.

Seja como for, pedimos mais tempo pois a sensação é que o tempo é curto demais, que passa cada vez mais rápido. Mas, e quando pedimos um tempo para refletir sobre uma relação amorosa ou uma relação de amizade? Será que este tempo é válido? Existe pedir (dar) um tempo numa relação? É sobre isto que vamos refletir.

Cada caso é um caso. É como sempre digo: sobre a vida não existe receita que possa ditar quais os passos que você deve seguir exatamente, pois cada situação possui um contexto – não podemos generalizar. Contudo, vale deixar as reflexões pois elas nos apontam possíveis caminhos que podemos seguir, além de apresentar novos, que talvez nem consigamos enxergar.

O que significa pedir um tempo?

Quando a relação está boa não há motivos para pedir tempo. Pelo contrário, queremos estar perto da pessoa que nos proporciona tranquilidade, calma, serenidade, paixão, desejo de viver, boas risadas entre vários outros sentimentos e sensações boas que o podem nos proporcionar.

Se alguém pedir um tempo significa que algo está incomodando a pessoa e ela precisa reavaliar o que está acontecendo sozinho, sem receber promessas de mudanças ou pressões de quanto tempo essa reflexão levará.

Ela não quer ser influenciada na tomada de decisão pois, o que ela precisa é esfriar a cabeça e colocar na balança o que realmente importa. Isto é,  o que tem verdadeiro peso, se seria melhor se afastar de uma vez ou se, porventura, com uma segunda chance as coisas podem mudar… Podem melhorar.

É preciso saber respeitar neste período e ter paciência e aproveitar este momento para ficar sozinho e também para refletir sobre a própria vida no geral.

Questões que precisam ser levantadas são:

  • O que a levou a pedir um tempo?
  • Incompreensão da minha parte?
  • Falta de reciprocidade?
  • Falta de maturidade na relação?
  • Apenas uma parte ditava as regras e a outra acabava se anulando?
  • Tinha mais brigas e discussões do que momentos saudáveis?

É válido colocar isto na mesa para que mudanças sejam feitas. Se chegou a este ponto, novamente, significa que algo estava incomodando, não houve comunicação durante o processo e a bomba acabou estourando.

Se pediu um tempo é porque alguém não estava confortável com a relação.

Como dito acima, tempo hoje em dia é um valor. Investir tempo para estar com alguém deve ser para aproveitar a situação da melhor maneira possível. Não se trata, portanto, de  investir de modo financeiro, é sobre investir com boas conversas, demonstrando interesse na vida do parceiro e a recíproca é válida! Um precisa se abrir com o outro! Não que seja uma regra, mas  porque é natural, precisamos nos expor, pois somos feitos de luz e sombras. O fato é que temos medo de expor nossas sombras com medo do que o outro vá pensar a respeito, isso tudo é uma manipulação mental para proteção do ego.

Ambos têm que estar dispostos a ouvir, caso contrário, já não é mais uma relação a dois, mas sim, uma relação unilateral – onde apenas um tem vez. A auto anulação em algum momento será cobrada e o desejo de ser autêntico, de realizar as próprias vontades, fala mais alto. E quando este momento chegar, pronto, as mangas são postas de fora e tudo pode acontecer.

Se você é a pessoa que deseja pedir um tempo, que sente que é necessário avaliar o que é importante para si mesmo, peça! Não hesite! Acredite: é saudável. O seu tempo é valioso e precisa ser cuidadosamente investido naquilo que te dá real prazer. Todavia, pedir um tempo num relacionamento amoroso para aproveitar a vida (saindo, indo em baladas e até mesmo ficando com outras pessoas) já não é mais sobre refletir sobre si mesmo. Seria o mesmo de estar caminhando numa praia e ter um pé na água e o outro na areia (é como ter o outro como garantia). O tempo serve para respirar, ficar consigo mesmo, refletir! Não para fazer os outros de bobo.

Se estiver com este pensamento, que já se afaste de uma vez para não deixar o indivíduo te esperando.

Em alguns casos é válido determinar um tempo. Numa relação amorosa, por exemplo, peça uma semana, um mês que seja, assim o outro terá noção de quanto terá que esperar. Em casos de amizade o tempo pode ser dado com ou sem um aviso prévio. Como disse, tudo é possível.

Sobretudo, o seu tempo é precioso. Reveja seus erros e acertos na relação e se proponha a melhorar, seja com a mesma pessoa ou com as próximas que virão. O importante é ter consciência de que a mudança precisa ser realizada, ter mais autovalorização e ser íntegro, ao mesmo passo de que ter consciência que ceder faz parte de uma relação! Ceder é diferente de anular. Ceder é ter a capacidade de ver o lado do outro e, para o bem da relação, fazer as vontades dele para manter o equilíbrio!

Por fim, valorize seu tempo e lembre-se que: seu tempo é precioso e você deve investi-lo com as pessoas que valem esse valioso investimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.