Próxima Estação: Sincronia Aleatória

A sabedoria da chuva

A chuva caia do lado de fora, pela janela, Augusto observava o céu fechado, as gotas da chuva caindo em sincronia aleatória, um sábado realmente agradável.

Sentado em sua escrivaninha, ele se perguntava por que mesmo estava ali, não era como uma crise existencial,  apesar de estar chovendo, Augusto sabia que alguns de seus colegas de trabalho haviam ido se encontrar em um Subway, na estação Tatuapé, conforme a mensagem no grupo do trabalho. Apesar disso, ele estava ali, sentado em frente ao computador.

Então, por que ele estava ali, em seu quarto, se perguntando a razão de estar naquele lugar? Deveria ter aceitado o convite e ido lá. Estava sempre fazendo as mesmas coisas.

Sua rotina era sair bem cedo de casa, parar todos os dias na mesma padaria, pois faziam uma panqueca enorme, que realmente ajudava um jovem adulto a começar bem o dia, seguida de um café.

No horário do almoço, geralmente se dirigia ao refeitório da empresa, costumava levar alguns legumes cozidos em um caldo de shoyu com curry.

A tarde, costumeiramente, seguia para o  Starbucks próximo à empresa, passando mais ou menos meia hora lá. Pedia um grande capuccino, um muffin e uma água com gás, subia para o andar de cima do estabelecimento, onde haviam algumas poltronas realmente confortáveis. Lá, ele bebia e comia, levava menos de quinze minutos para terminar de comer, um péssimo hábito, mas que para o café valia a pena, assim ao menos o café não iria esfriar.

O restante do tempo em que estava no estabelecimento ficava lendo. Havia uma estante no canto do andar superior. Carregada de livros de inúmeros gêneros de literatura, a estante se tornava um paraíso momentâneo para o rapaz.

No final do expediente, passava novamente na cafeteria e pegava um café para a viagem, este durava menos da metade do percurso até a estação, onde sempre embarcava no trem para ir para casa.

A estação, o café, os livros…

A estação…

O trem…

Perdido em seus pensamentos, não percebeu que havia deixado a janela da cozinha aberta, uma leve brisa fez arrepiar a nuca de Augusto.

“A estação”, Augusto recordou, como em todos os dias, desde o ocorrido. “O suéter azul”, também voltou à sua memória; ““O fone de ouvido”; ”O livro…”; Foi neste momento, observando a chuva cair, refletindo sobre o convite para o lanche, sentindo a brisa gelada, o arrepiar e lembrando do café…

– Maldição! O café!

Augusto gritou sozinho. Não havia percebido até agora, na realidade era um detalhe que havia ignorado, mas estava lá.

A moça do suéter azul, estava com um copo do Starbucks.

Poderia parecer uma ideia boba para qualquer um, mas instantaneamente o jovem pensou na possibilidade.

– E se eu procurasse nas cafeterias… são muitas, muitos horários… provavelmente ela comprou logo antes de entrar no trem, ainda estava tomando.

Parou de falar sozinho por alguns minutos, ainda encarando a chuva cair.

– Eu teria de sair totalmente dos meus horários, talvez seja melhor só deixar para lá, quais são as possibilidades? É melhor eu continuar no meu…

Encarando a chuva enquanto falava sozinho, finalmente ele entendeu. Subitamente o rapaz pulou da cadeira, eufórico, colocou  seu calçado, pegou a jaqueta, que estava pendurada em uma cadeira de madeira encostada em uma bancada secundária próxima à escrivaninha, e saiu, quase esquecendo de trancar a porta.

Assim, como a chuva, precisamos ter constância em nosso dia a dia e decisões, mas ela não é apenas constante,  é aleatória. Você nunca saberá onde cairá o próximo pingo, mas você tem a certeza de que após a chuva, as ruas estarão molhadas, você compreende que ela não cai apenas em um lugar, graças a isso a natureza sobrevive, flores desabrocham, a vida surge.

Augusto, naquele dia, naquele momento, olhando a chuva, decidiu que deixaria chover em sua vida. Melhor do que isso, ele decidiu ser chuva.

Imagem de Cabveçalho: Designed by Brgfx

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.